terça-feira, 10 de janeiro de 2017

Relator tem prazo menor no período extraordinário da Câmara


Os três projetos do Executivo de Itabuna, motivos da convocação extraordinária, serão relatados na Câmara de Vereadores por Júnior Brandão/PT (reforma administrativa); Babá Cearense/PHS (mudanças na Guarda Civil) e Jairo Araújo/PCdoB (alterações salariais).
A contar dessa segunda, 09, o trio parlamentar tem até quinta, 12, para apresentar parecer. O prazo mais curto (3,5 dias – metade do tempo convencional) ocorre por conta do regime de urgência das matérias, pedido pelo prefeito Fernando Gomes.

Um pouco antes disso...  

Numa tarde de intensa negociação entre as bancadas, e o presidente do Legislativo de Itabuna Chico Reis (PSDB), foram definidos presidentes, vices e relatores das sete comissões permanentes da Câmara Municipal. Os vereadores Robinho (PP), Antônio Cavalcante (PMDB), Ronaldão (PMN) e Pastor Francisco, por exemplo, alternaram de comissões entre si, com anuência do Plenário.     


Por fim, os órgaos técnicos ficaram sob a presidência de Manoel Júnior, do PV (Legislação); Ninho Valete/PR (Finanças); Chicão/PTB (Educação); Guinho/PDT (Saúde); Júnior do Trator/PHS (Desenvolvimento Urbano); Aldenes Meire/PCdoB (Agricultura); e Jairo Araújo/PCdoB (Direitos Humanos). Beto Dourado (PSDB) abdicou de presidir a Comissão de Educação.    

Outro posto disputado nas comissões trata-se do 1º Relator. Júnior Brandão ocupará essa função na Comissão de Legislação; Guinho, em Finanças; Beto Dourado na de Educação; Chicão, Saúde; Ricardo Xavier (PPS), Desenvolvimento Urbano; Júnior do Trator, em Agricultura; e Manoel Júnior, Direitos Humanos. Cada vereador pode fazer parte de até 03 (três) comissões ao mesmo tempo.
CO

Nenhum comentário:

Postar um comentário