sexta-feira, 4 de novembro de 2016

WALMIR DO CARMO E NAYNARA TAVARES LANÇAM LIVROS NESTA SEXTA (4), NA FICC

WALMIR DO CARMO E NAYNARA TAVARES LANÇAM LIVROS NESTA SEXTA (4), NA FICC

ON .
TEXTO: ERIC SOUZA (ASCOM | FICC), COM CONTRIBUIÇÕES DE GUSTAVO FELICÍSSIMO.
Dois grandes ícones da Cultura Grapiúna estarão apresentando os seus trabalhos poéticos em livros que irradiam uma singular literatura itabunense.
DSCF2310
O poeta Walmir do Carmo o seu livro "Essa gente & outros poemas", publicado pela editora Mondrongo. - Foto: Eric Souza (ASCOM / FICC).
Acontece nesta sexta-feira (4), às 18h, no Foyer Cultural da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (FICC), o lançamento dos livros “Puta Poesia”, de Nayanara Tavares (ilustrado por Carlos Rezende) e “Essa Gente & Outros Poemas”, de Walmir do Carmo, ambos publicados pela editora Mondrongo.
Para o representante da editora em Itabuna, Gustavo Felicíssimo, “o lançamento marca, em ambos os casos, a estreia dos dois autores em livros, muito embora Naynara e Walmir não sejam exatamente debutantes em poesia. São poetas experientes, cujos originais estavam há muito tempo “engavetados””, disse.
Essa Gente e Outros Poemas Walmir do Carmo CAPA
Capa do livro "Essa gente & outros poemas". - Imagem: Reprodução. 

Puta Poesia Naynara Tavares CAPA
Capa do livro "Puta Poesia". - Imagem: Reprodução.
Walmir do Carmo, ao falar do seu primeiro livro de poesias, explica que trata-se de “um livro de poemas que aborda as questões sociais, ambientais e urbanas. Quem ler, irá mergulhar num universo de jogo de palavras que fala por si só das coisas da nossa terra e de pessoas”.
O livro passou por um primeiro lançamento dentro da programação da III Festa Literária de Itabuna (FELITA), realizada em setembro. O autor explica que os primeiros exemplares impressos não foram suficientes para o público que o prestigiou e, por isso, faz esse novo lançamento já com novos exemplares em mãos.
DSC 0205
A multiculturalista Naynara Tavares traz a sua "Puta Poesia" num trabalho que reverbera um viés intrinsecamente feminino. - Foto: Web.
Já Naynara Tavares é mestre em Literatura e Diversidade Cultural. Além de poemas escritos e reescritos ao longo de uma vida inteira, conta com a contribuição luxuosa do cartunista Carlos Rezende em diversas ilustrações distribuídas pelo livro. Sobre o trabalho apresentado, Gustavo Felicíssimo pontua que “sua escrita é segura e tem um forte viés feminino, como neste trecho do poema Natureza Morta: Satisfaço sua sede / Com meu sorriso largo / E mato o meu medo / Com a sede de devorá-lo”. O lançamento dos livros contam com o apoio da FICC.

Nenhum comentário:

Postar um comentário