Postagem em destaque

Prazo de renovação de alvarás de táxis de Ilhéus vence nesta sexta-feira

A Superintendência de Transporte e Trânsito (Sutran), autarquia vinculada à Secretaria de Infraestrutura, Transporte e Trânsito de Ilhéu...

sábado, 19 de novembro de 2016

Malandragem de Jaques Wagner pode ser anulada no STF

Malandragem de Jaques Wagner pode ser anulada no STF


Além de ver seu ato de nomeação anulado, o governador da Bahia, Rui Costa (PT), corre o risco de responder por obstrução à Justiça, caso confirme o ex-ministro Jaques Wagner (PT) como seu secretário. A malandragem é idêntica à nomeação de Lula ministro. Assim como anulou o ato de Dilma, diz um ministro do STF, se for provocado, o Supremo Tribunal Federal deve invalidar a nomeação de Wagner.
Com a nomeação, Jaques Wagner quer ganhar foro privilegiado para fugir do alcance do juiz federal Sérgio Moro, de primeira instância.
Com a nomeação, Jaques Wagner quer ganhar foro privilegiado para fugir do alcance do juiz federal Sérgio Moro, de primeira instância.
CADEIA, DE CERTEZA
A manobra pode render ação penal por crime de obstrução, dos poucos que dão cadeia na certa, como no caso Delcídio Amaral (ex-PT-MS).
FORO PRIVILEGIADO
Com a nomeação, Jaques Wagner quer ganhar foro privilegiado para fugir do alcance do juiz federal Sérgio Moro, de primeira instância.
SOBE PARA O STJ
Como secretário de Estado, Jaques Wagner terá de ser processado e julgado no âmbito do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

PRESSÃO PETISTA
Amigos de Rui Costa afirmam que o PT e o próprio Wagner, que o inventou como candidato a governador, pressionam pela nomeação. (Coluna de Cláudio Humberto. Clique AQUI e leia mais)

Leia também:

Wagner é todo do juiz Sérgio Moro; Rui Costa recua e não nomeia antecessor secretário.

Nenhum comentário:

Postar um comentário