sábado, 12 de dezembro de 2015

Prefeitura vai leiloar veículos, máquinas e sucatas em Itabuna

Os interessados em adquirir máquinas, carros, sucatas ferrosas, peças e motocicletas classificadas como inservíveis pela Prefeitura podem visitá-los na próxima segunda-feira, 14, das 8 às 16 horas, na oficina do município localizada na Associação dos Estádios de Itabuna (ADEI), na Avenida Juarez Távora, no bairro São Caetano. Os lotes integram o primeiro leilão que será realizado às 9 horas de terça-feira, no auditório do Sest/Senat, na Avenida José Soares Pinheiro, nº 2.056, no bairro Lomanto.  


A expectativa da Secretaria Municipal de Administração é que sejam arrecadados cerca de R$ 350 mil. O secretário Wellington Rodrigues (Leleu) explica que todo o valor resultando dos lances do leilão será usado para reforma de oficina, aquisição de peças e novos veículos. “Além disso, vamos atender uma antiga reivindicação dos funcionários da oficina da ADEI que reclamam de mais espaço para estacionar veículos nos pátios em condições de conserto”, afirma.

De acordo com o secretário, só serão leiloados veículos e máquinas em que não vale apena investir recursos públicos na sua recuperação. “Fizemos um levantamento criterioso do que é inservível ao município, mas pode se tornar vantajoso para quem o adquirir. Qualquer pessoa pode participar do leilão”, diz Wellington Rodrigues. O edital está disponível na internet nos endereços  www.prefeitura.com.br ewww.smithleiloes.com.br.  Informações adicionais podem ser obtidas pelo telefone (73) 3214-1408.   

 Estão disponíveis para alienação sucatas de veículos modelos Celta, Gol, Corolla, Saveiro, Strada, Uno Mille, caminhões basculante e tanque, Kombi, Moto Shineray, XY-150, Moto Honda Bros, além de Pá Carregadeira, rolo compressor e escavadeira. Nos lotes do leilão, os veículos mais caros são os caminhões basculantes, que têm lances mínimos previstos de R$ 45 mil.

Já os bens mais baratos são as sucatas de Uno e Kombi, cujos preços mínimos variam de R$ 300 a R$ 600. Entre as máquinas o bem mais caro é uma escavadeira (sem pneus), que tem o preço mínimo fixado em R$ 50 mil.

Secretaria Municipal de Comunicação

Nenhum comentário:

Postar um comentário