quinta-feira, 5 de novembro de 2015

Souto volta a destacar crise nas prefeituras baianas

Souto
O deputado estadual Fábio Souto (DEM) chamou atenção, nesta quarta-feira (4), na tribuna da Assembleia Legislativa, para a atual situação da economia no Brasil. De acordo com o parlamentar, as últimas previsões para 2016, feitas por economistas renomados do país, indicam queda de 2,5%. “Diante da dificuldade enfrentada pelos cidadãos devido à crise econômica, não votarei em nenhum projeto que aumente os tributos para a população baiana”, declarou.

 Na última semana, o parlamentar conversou com alguns prefeitos da Bahia e ouviu depoimentos dos gestores de que está quase impossível administrar os municípios. “Pequenas e médias cidades perderam de 8% a 15% da arrecadação real dos últimos anos devido à dificuldade financeira do Brasil. Essa queda econômica já tinge serviços públicos essenciais para a população, a exemplo da saúde”, destacou Souto.
 Para o deputado, a população brasileira, que trabalha quase quatro meses no ano apenas para pagar impostos, não suporta mais essa carga que deveria ser assumida pelo Governo Federal. “A cada dia temos prova da falta de competência do governo em administrar o país, passando para os contribuintes a responsabilidade de pagar os tributos. Semana passada foi anunciado o rombo de R$ 117 bilhões nos cofres públicos. É preciso construir um orçamento que corresponda às necessidades do país, podendo, assim, a administração arcar com o orçamento previsto”, afirmou.

DA AGÊNCIA WEB BAHIA

Nenhum comentário:

Postar um comentário