quinta-feira, 29 de outubro de 2015

Souto chama atenção para crise enfrentada pelas prefeituras

Clique para obter OpçõesO deputado estadual Fábio Souto (DEM) discursou na tribuna da Assembleia Legislativa, na tarde da última quarta-feira (28), e chamou atenção para a crise econômica do país, em especial a situação vivenciada pelas prefeituras da Bahia. De acordo com o parlamentar, as dificuldades enfrentadas pelos gestores tendem a piorar no próximo ano.

“O déficit primário do país é de R$ 51,8 bilhões em 2015. As arrecadações das prefeituras do Brasil são vinculadas ao Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) e ao Imposto de Renda que formam o Fundo de Participação dos Municípios (FPM), que está caindo a cada mês. Isso significa que em 2016 a dívida pública será maior, aumentando a dificuldade dos gestores para honrar os compromissos, como o pagamento da folha e do 13º salário dos funcionários, ficando a administração comprometida, piorando ainda mais a nossa economia”, declarou.

De acordo com Souto, a situação das prefeituras está intrinsecamente ligada à atividade econômica da Nação, sendo reflexo da queda na indústria, serviços e comércio. O parlamentar ressaltou também a importância de respeitar a legislação do Brasil. “Em hipótese alguma podemos colocar em risco a Lei de Responsabilidade Fiscal, um dos maiores patrimônios dos Estados. Precisamos resguardá-la de todas as formas e lutar para que nosso país saia desta situação o quanto antes, evitando, assim, que piore ainda mais o quadro do Executivo”, ressaltou o deputado.
 

POR - AGÊNCIA WEB BAHIA

Nenhum comentário:

Postar um comentário