quarta-feira, 7 de outubro de 2015

Serra deve ser mesmo candidato do PMDB em 2018

Serra se aproximou da cúpula do PMDB e acabou se transformando em solução para o partido.
Serra se aproximou da cúpula do PMDB e acabou se transformando em solução para o partido. (Foto: Jonas Pereira/Ag Senado)
Cláudio Humberto

O PMDB deve viabilizar o sonho de candidatura própria a presidente, em 2018, com a filiação do senador José Serra. Falta apenas definir o espaço dele no PMDB de São Paulo, e uma trégua da crise política, para Serra desembarcar do PSDB. Ele está empenhado no projeto: aproximou-se de Michel Temer, de Renan Calheiros e até do ex-senador José Sarney, rompido com ele há mais de uma década.

Sr. Simpatia - No casamento de Romero Jucá (PMDB-RR), há dias, Serra paparicou José Sarney, colou em Renan Calheiros e até conseguiu ser simpático.

Jogo equilibrado - A filiação da senadora Marta Suplicy e a chegada de Serra fortalecem o PMDB-SP, equilibrando o jogo com a turma do PMDB fluminense.

Disputa interna - Com o PMDB-SP forte, a cúpula nacional quer neutralizar o projeto do PMDB-RJ de “tomar” o partido durante a convenção nacional do dia 18.

Projeto fluminense - Luiz Fernando Pezão, seu antecessor Sergio Cabral e o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, pretendem derrubar a atual cúpula do PMDB.-Coluna de Cláudio Humberto)

Nenhum comentário:

Postar um comentário