quinta-feira, 27 de agosto de 2015

Aleluia acusa governador de deixar trabalhadores da Fiol com ''fome''

Trabalhadores da ferrovia fazem manifestação por salários atrasados (Foto: Divulgação)
Trabalhadores da ferrovia fazem manifestação por salários atrasados (Foto: Divulgação)
"Enquanto o governador Rui Costa vive armando palanque para ficar bem na foto, trabalhadores passam fome na Fiol, a ferrovia que não anda", diz o deputado federal José Carlos Aleluia, presidente estadual do Democratas, sobre a notícia de que o consórcio responsável pelas obras da estrada de ferro que não tem prazo para acabar não vem pagando os operários há quatro meses, deixando-os à míngua, conforme denunciado em recente audiência pública em Guanambi.

"Se prefere ficar fazendo pose e não vai à Brasília cobrar de sua presidente uma solução para a construção da Ferrovia de Integração Oeste-Leste, que, pelo menos, o governador demonstre na prática o humanitarismo que vem sendo divulgado diariamente nas colunas de jornais. Rui, não deixe esses trabalhadores morrerem de fome", clama o parlamentar baiano.

Aleluia não se surpreende com a revelação de que o governador prioriza às câmaras de vídeo e fotografia ao sofrimento de trabalhadores e suas famílias. "O PT só é partido dos trabalhadores no nome. Senão, os petistas não estariam fazendo um governo tão cruel com aqueles que trabalham, promovendo a corrupção, a inflação, a recessão e o desemprego".

O líder democrata ainda aproveita para recomendar ao padrinho de Rui Costa, o ministro Jaques Wagner, que trabalhe em vez de ficar fazendo gracinhas nas redes sociais. "Quando deveria ter se pronunciado em defesa da nação brasileira contra a ameaça de invasão do presidente boliviano Evo Morales, o ministro Jaques Wagner fingiu que não foi com ele. Mas agora fica debochando nas redes sociais de verdadeiros defensores da democracia brasileira".

Nenhum comentário:

Postar um comentário