terça-feira, 7 de julho de 2015

Diretores da ucraniana Antonov se reúnem com o Prefeito de Ilhéus

Encontro tratou da instalação da empresa em Ilhéus, que representa um investimento de 130 milhões de dólares
O prefeito de Ilhéus, Jabes Ribeiro, reuniu-se, nesta terça-feira, 7 de julho, no Palácio Paranaguá, sede da administração municipal, com o diretor-geral e o chefe do Departamento de Designer da indústria de aeronaves ucraniana Antonov, Vasil Belinskiy e Sergey Fedorov, que visitaram a cidade para uma visita de reconhecimento ao local onde planejam instalar uma unidade de produção e o centro de pesquisa da empresa.
O encontro contou com a participação do diretor da Zona de Processamento de Exportação (ZPE) de Ilhéus, Otávio Pimentel, dosuperintendente da Secretaria de Desenvolvimento Econômico da Bahia, Paulo Guimarães, o empresário Arimar Leijoto, sócio da Antonov no Brasil, e o vice-prefeito Carlos Machado (Cacá).

Segundo o prefeito Jabes Ribeiro, a visita dos empresários torna clara a intenção da indústria ucraniana em se instalar na Bahia, especificamente em Ilhéus. “Essas conversas foram iniciadas há cerca de quatro meses e hoje tivemos aqui mais uma demonstração da vontade de se investir em nossa cidade”. Ribeiro destacou o pacote de obras estruturantes que o município deve receber nos próximos anos, a exemplo do Porto Sul, Ferrovia Oeste-Leste (Fiol), novo aeroporto e da existência da Zona de Processamento de Exportações, que é mais um atrativo à empresa.
Visita – Durante a visita à cidade, os empresários conheceram o Distrito Industrial, no Bairro do Iguape, na zona norte; o porto do Malhado, pontos históricos e as áreas onde deverão ser instalados o Porto Sul, no distrito de Aritaguá, o novo aeroporto, na Rodovia Jorge Amado (BR-415), e o terreno da Zona de Processamento de Exportação, na Rodovia Ilhéus-Uruçuca.
O diretor-geral da Antonov, Vasil Belinsky, explicou que o projeto de instalação no Brasil não se trata de simples expansão de mercado, mas da transferência integral da montagem de aeronaves para Ilhéus. De acordo com Belinsky, deverá ser produzido, em solo brasileiro, o AN 38-100, um bimotor com capacidade para 27 passageiros, para o qual não há concorrentes nos mercados da América do Sul, Estados Unidos e África.
O superintendente de Desenvolvimento Econômico da Bahia, Paulo Guimarães, expôs aos empresários ucranianos os potenciais da indústria existente na Bahia, ao citar projetos da Ford que são executados em todo o mundo e desenvolvidos na unidade de Camaçari. “Da mesma forma que a Bahia conseguiu atrair esse tipo de indústria para a Região Metropolitana de Salvador, o governo do Estado tem a intenção de espalhar esse mercado pelo interior e começaremos aqui por Ilhéus, com os incentivos à vinda da Antonov”, enfatizou.
Produção – O chefe do departamento de designer da Antonov, Sergey Fedorov, estima que, para a transferência da tecnologia e equipamentos, instalação, adequação dos projetos, preparação de mão de obra e funcionamento da indústria, será necessário investimento de 130 milhões de dólares, para os quais já há investidores interessados. Em pleno funcionamento, a unidade de Ilhéus produzirá, no mínimo, 28 aeronaves por ano. Ele calcula que, após a superação dos trâmites burocráticos, a empresa possa concluir sua instalação em três anos e meio.
Em Brasília – Os empresários ucranianos, acompanhados do prefeito Jabes Ribeiro, serão recebidos, na próxima segunda-feira, 13, pelo Ministro da Defesa e ex-governador da Bahia, Jaques Wagner, um entusiasta da iniciativa de instalação da indústria em Ilhéus.
Criada em 1946, a Antonov está presente em 76 países, emprega uma média de 12 mil trabalhadores, direta e indiretamente. A indústria Antonov já produziu mais de 20 mil aeronoaves, inclusive, o maior avião da história, o lendário Antonov An-225 Mriya.
ZPE - As ZPEs tornaram essenciais para políticas comerciais e de investimento em regiões da Ásia e América Latina, que passaram do modelo de importação para o de crescimento econômico baseado na exportação com uma economia mais aberta. Localizada na Rodovia Ilhéus – Uruçuca, KM 12 (BA 262), com um terreno de 2.250 mil m², tendo seu projeto com 9.500m² de área construída, na qual já foi aprovado o projeto arquitetônico, alvará de construção e licença ambiental. A ZPE Ilhéus também contará com o fácil acesso ao Complexo Industrial de Ilhéus. 
Da Secretaria de Comunicação Social – Ilhéus – 07.07.15

Nenhum comentário:

Postar um comentário