sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

Amurc e CDS-LS atuarão no Conselho Consultivo em parceria com a UPB


Baixe Representantes de Consórcios FOTO ASCOM PORTAL DO SERTÃO .jpg (59,9 KB) Com o objetivo de buscar a resolutividade das demandas das regiões que compõem o Estado da Bahia, a presidente reeleita a presidência da União dos Municípios da Bahia – UPB, Maria Quitéria estará criando o Conselho Consultivo, com a participação dos presidentes de Associações e Consórcios. Nesse contexto, a Amurc, o Consórcio de Desenvolvimento Sustentável - Litoral Sul e o Consórcio Intermunicipal da Mata Atlântica – CIMA estarão levando até a entidade estadual às reivindicações necessárias para estabelecer o equilíbrio socioeconômico dos municípios, diante da crise financeira instalada no Sul da Bahia.

As primeiras ações estratégicas para o fortalecimento da região, já foram sinalizadas, essa semana, em reunião do Fórum de Consórcios, realizada em Salvador, com o objetivo de montar uma Agenda de Trabalho com o Governo do Estado para a elaboração de um Planejamento Estratégico das ações a serem trabalhadas pelos consórcios. As atividades serão realizadas em conjunto com a UPB, através do Conselho Consultivo, que visa ampliar a representatividade na entidade.
Durante o encontro houve a indicação de um grupo composto por cinco consórcios, dentre estes o CDS-LS, para conduzir e gerir as atividades do respectivo Fórum, o que garante a participação firme do Sul da Bahia, somado ao CIMA que também integra o grupo e tem ajudado na construção e no fortalecimento das políticas desenvolvimentista dos Consórcio na Bahia.
A proposta de Quitéria para o novo mandato foi parabenizada pelo presidente da Amurc e do Consórcio, Lenildo Santana, que aposta em uma gestão mais participativa para o ano de 2015, especialmente com a presença de representantes da região. “Acreditamos no forte trabalho desenvolvido pela UPB, em parcerias com a CNM e associações interioranas, visando expandir o debate das temáticas pró-municipalistas nacionais, tais como, reforma política e tributária, novo pacto federativo, Royalties de Petróleo, dentre outras”, destacou o gestor.
 pOR - Viviane Cabral 

Nenhum comentário:

Postar um comentário