Postagem em destaque

Amurc cria fórum de planejamento e finanças dos municípios

Em meio a queda constante na arrecadação dos municípios e o aumento crescente nas despesas, principalmente nas áreas da saúde e educaç...

terça-feira, 9 de dezembro de 2014

Ex-amante de Ricardo Pessoa, da UTC, faz ameaça por carta.

BLOG DO JM » Últimas Notícias » Arquivo » Ex-amante de Ricardo Pessoa, da UTC, faz ameaça por carta.
Pessoa já havia narrado ameaças como a da ex-amante em depoimento que prestou à PF após a sua prisão, no dia 14 de novembro. Pessoa confessa que teve um ''breve'' relacionamento com Mônica.
Pessoa já havia narrado ameaças como a da ex-amante em depoimento que prestou à PF após a sua prisão, no dia 14 de novembro. Pessoa confessa que teve um ''breve'' relacionamento com Mônica.
A Polícia Federal apreendeu durante a Operação Lava Jato, que investiga um esquema de corrupção dentro da Petrobras, uma carta de autoria de uma ex-amante do empreiteiro Ricardo Ribeiro Pessoa, da UTC. No documento, a mulher identificada como Mônica Santos – 46 anos - promete “entregar” pessoas ligadas ao doleiro Alberto Youssef caso não seja recompensada com R$ 1,55 milhão. As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

Pessoa já havia narrado ameaças como a da ex-amante em depoimento que prestou à PF após a sua prisão, no dia 14 de novembro. Segundo o empreiteiro, ele teve um “breve relacionamento” com Mônica há 22 anos. De acordo com Pessoa, a mulher passou a “lhe importunar” em 2012.

Leia também:

• Ricardo Pessoa é primo de diretor da Agerba e tem negócios na área

O empresário usou o doleiro para pagar R$ 800 mil para a mulher, mas Mônica voltou a lhe procurar e a ameaçá-lo. Na carta, ela diz estar “apavorada” com ligações não identificadas, com medo de ser presa pela Polícia Federal. "Sinto-me ameaçada e, do jeito que (a PF e Receita Federal) estão fiscalizando, se vierem para cima de mim, entrego quem conheço e mantém negócios com Alberto Youssef e seus amigos com os devidos endereços", disse na carta, que foi apreendida no apartamento de Pessoa, em São Paulo.

"Não estou lhe extorquindo e não tenho medo de suas ameaças", disse a ex-amante, que orientou o empresário a enviar R$ 1,55 milhão em caixas a serem entregues a uma empresa de guarda-volumes em Ribeirão Preto. A Polícia suspeita que a carta tenha sido escrita entre julho e outubro deste ano.

O jornal não conseguiu localiza Mônica e a UTC afirmou que "o assunto já foi explicado nos depoimentos prestados à Justiça". (Terra)

Nenhum comentário:

Postar um comentário