segunda-feira, 21 de abril de 2014

Presidente da CAR anuncia investimentos de US$ 250 milhões na agricultura familiar

Os recursos, captados junto ao Baco Mundial (Bird) e ao Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (Fida), serão aplicados em ações sócio produtivas, nos próximos cinco anos.

O diretor presidente da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), Vivaldo Mendonça, anunciou na noite do sábado, dia 19, no espaço da Rota da Integração da Agricultura Familiar da Bahia, montado no Aleluia Ilhéus Festival, que nos próximos cinco anos, o governo estadual vai investir US$ 250 milhões para o desenvolvimento da agricultura familiar. Os recursos foram captados junto ao Banco Mundial (Bird) e ao Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (Fida), e serão aplicados em ações e projetos voltados para a promoção da inclusão sócio produtiva. 


Entre as ações, estão o incentivo a cooperativas que investem em atividades e produtos capazes de gerar efetivamente emprego e renda e o estimula ao desenvolvimento de diversas cadeias produtivas, tais como a apicultura, caprinocultura, fruticultura, ovinocaprinocultura, a produção de chocolate e o beneficiamento de leite.
Segundo Mendonça, a Rota da Integração da Agricultura Familiar da Bahia é um instrumento da CAR que tem por objetivo incentivar o desenvolvimento da agricultura familiar, gerando oportunidades a quem precisa, e estimulando a capacidade de transformação e comercialização dos produtos locais, incluindo os agrícolas e as confecções artesanais. Por isso, a importância da participação em eventos como o Aleluia Ilhéus Festival, que promovem o contato direto entre produtores e consumidores; e mesmo que a compra não se consolide no momento, a exposição é uma forma de publicidade e geração de negócios”,  atesta o presidente.
Mendonça ressalta que nos últimos sete anos, o governo do Estado investiu mais de R$ 500 milhões no fomento às atividades econômicas da agricultura familiar, o que vem provocando mudanças significativas na qualidade de vida das populações rurais. A exemplo, ele cita o caso da Cooproaf, uma cooperativa formada, em 2006, por mulheres catadoras de umbu do município de Manoel Vitorino, no sudoeste baiano, que atualmente comercializam compotas, doces, geleias do fruto, e ampliaram a renda familiar.
Cooproaf –  A Cooproaf é uma das oito cooperativas que integram a Rota da Integração da Agricultura Familiar da Bahia no Aleluia Ilhéus Festival. Além da transformação do umbu, a associação atua com outros frutos como caju, jaca e maracujá. As outras sete cooperativas que estão expondo são  Flor da Terra, Coofasulba, Coproafe, Bahia Cacau, Coaper, Dute Artesanato e Associação Humildes do Cipó. Os agricultores também expõem trabalhos artesanais. 
Segundo a produtora Marilda dos Santos, que faz parte da diretoria da Cooproaf, até 2006, os integrantes da cooperativa desenvolviam um trabalho de catação de umbu e quase não recebiam pelo serviço, mas a situação mudou a partir de uma pesquisa realizada por uma faculdade privada. Com a pesquisa, descobrimos que catávamos mais de cinco mil toneladas da fruta, aí a Prefeitura Municipal desenvolveu uma ação para agregar valor ao nosso trabalho e através de capacitações promovidas pelo Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada (IRPAA), começamos a montar nosso negócio, e hoje com o apoio da CAR estamos cada vez mais evoluindo”, conta Marilda.
Conforme Marilda, a cooperativa beneficia atualmente mais de 500 agricultores familiares com o trabalho sócio educativo, promovendo desenvolvimento de 10 comunidades através do aproveitamento do umbu, agregando valor aos frutos da caatinga, transformando em doces, geleias, compotas, sucos e polpas. Estamos modificando a realidade do sertão, muitos dos nossos maridos não acreditaram no trabalho, mas hoje colaboramos em casa e aumentamos a nossa renda familiar em mais de um salário mínimo mensalmente”, destaca Marilda.

Secretaria de Comunicação Social (Secom)
Ilhéus – 20.04.2014

Os recursos, captados junto ao Baco Mundial (Bird) e ao Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (Fida), serão aplicados em ações sócio produtivas, nos próximos cinco anos.

O diretor presidente da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), Vivaldo Mendonça, anunciou na noite do sábado, dia 19, no espaço da Rota da Integração da Agricultura Familiar da Bahia, montado no Aleluia Ilhéus Festival, que nos próximos cinco anos, o governo estadual vai investir US$ 250 milhões para o desenvolvimento da agricultura familiar. Os recursos foram captados junto ao Banco Mundial (Bird) e ao Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (Fida), e serão aplicados em ações e projetos voltados para a promoção da inclusão sócio produtiva. 

Entre as ações, estão o incentivo a cooperativas que investem em atividades e produtos capazes de gerar efetivamente emprego e renda e o estimula ao desenvolvimento de diversas cadeias produtivas, tais como a apicultura, caprinocultura, fruticultura, ovinocaprinocultura, a produção de chocolate e o beneficiamento de leite.

Segundo Mendonça, a Rota da Integração da Agricultura Familiar da Bahia é um instrumento da CAR que tem por objetivo incentivar o desenvolvimento da agricultura familiar, gerando oportunidades a quem precisa, e estimulando a capacidade de transformação e comercialização dos produtos locais, incluindo os agrícolas e as confecções artesanais. Por isso, a importância da participação em eventos como o Aleluia Ilhéus Festival, que promovem o contato direto entre produtores e consumidores; e mesmo que a compra não se consolide no momento, a exposição é uma forma de publicidade e geração de negócios”,  atesta o presidente.

Mendonça ressalta que nos últimos sete anos, o governo do Estado investiu mais de R$ 500 milhões no fomento às atividades econômicas da agricultura familiar, o que vem provocando mudanças significativas na qualidade de vida das populações rurais. A exemplo, ele cita o caso da Cooproaf, uma cooperativa formada, em 2006, por mulheres catadoras de umbu do município de Manoel Vitorino, no sudoeste baiano, que atualmente comercializam compotas, doces, geleias do fruto, e ampliaram a renda familiar. 

Cooproaf –  A Cooproaf é uma das oito cooperativas que integram a Rota da Integração da Agricultura Familiar da Bahia no Aleluia Ilhéus Festival. Além da transformação do umbu, a associação atua com outros frutos como caju, jaca e maracujá. As outras sete cooperativas que estão expondo são  Flor da Terra, Coofasulba, Coproafe, Bahia Cacau, Coaper, Dute Artesanato e Associação Humildes do Cipó. Os agricultores também expõem trabalhos artesanais. 

Segundo a produtora Marilda dos Santos, que faz parte da diretoria da Cooproaf, até 2006, os integrantes da cooperativa desenvolviam um trabalho de catação de umbu e quase não recebiam pelo serviço, mas a situação mudou a partir de uma pesquisa realizada por uma faculdade privada. Com a pesquisa, descobrimos que catávamos mais de cinco mil toneladas da fruta, aí a Prefeitura Municipal desenvolveu uma ação para agregar valor ao nosso trabalho e através de capacitações promovidas pelo Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada (IRPAA), começamos a montar nosso negócio, e hoje com o apoio da CAR estamos cada vez mais evoluindo”, conta Marilda.

Conforme Marilda, a cooperativa beneficia atualmente mais de 500 agricultores familiares com o trabalho sócio educativo, promovendo desenvolvimento de 10 comunidades através do aproveitamento do umbu, agregando valor aos frutos da caatinga, transformando em doces, geleias, compotas, sucos e polpas. Estamos modificando a realidade do sertão, muitos dos nossos maridos não acreditaram no trabalho, mas hoje colaboramos em casa e aumentamos a nossa renda familiar em mais de um salário mínimo mensalmente”, destaca Marilda.

Da - Secretaria de Comunicação Social (Secom)
Ilhéus – 20.04.2014

Nenhum comentário:

Postar um comentário