Postagem em destaque

Sebrae Bahia realiza mais de 47 mil atendimentos no primeiro trimestre de 2017

No mesmo período, foram realizadas ainda 423 capacitações, além do lançamento do Radar Sebrae Por: Redação O Sebrae Bahia real...

domingo, 1 de dezembro de 2013

Prefeito de Itabuna pede auxilio a Coordenação Estadual de Defesa Civil

(O SOL  SURGIU RADIANTE HOJE (01) EM ITABUNA, COM CERCA DE 700 FAMÍLIAS DESABRIGADAS E  CONTABILIZANDO SEUS PREJUÍZOS E RECEBENDO DOAÇÕES.  O POVO DE ITABUNA  TEM SE DEMONSTRANDO SENSÍVEL )

Mesmo assim o prefeito de Itabuna, Claudevane Leite, encaminhou, neste sábado, ofício à Coordenação Estadual de Defesa Civil (Cordec) solicitando ao Governo do Estado a homologação do Decreto de “Situação de Emergência” por ele assinado  na sexta-feira, dia 29, em consequência das enchentes que atingiram a Cidade, provocando destruição, desabrigo e desalojando mais de 270 famílias. As áreas mais castigadas foram os bairros São Roque, Caixa d’ Água e Santa Inês, além de Maria Matos (Rua de Palha) e Nova Itabuna.


            No documento ao superintende da Cordec, Salvador Brito de São José, o prefeito Vane destaca a urgente necessidade de o município assegurar assistência e dignidade às famílias atingidas pelo desastre natural. Até este sábado, a Comissão Municipal de Defesa Civil já havia alojado no Parque de Exposições Antônio Setenta, na zona oeste, 28 famílias desabrigadas dos bairros Maria Matos (Rua de Palha) e Nova Itabuna. Já na Escola Brasília Baraúna, na zona norte da cidade, estão instaladas 89 pessoas de 28 famílias, oriundas dos bairros São Roque, Caixa d’ Água, Antique e Santa Inês.


            O reconhecimento da “Situação de Emergência” pelo Governo da Bahia permitirá ao município o acesso a recursos federais, indispensáveis para auxiliar às famílias desabrigada com a concessão, por exemplo, do aluguel social, materiais de construção e aquisição de alimentos. A Cordec também poderá apoiar a Prefeitura, inclusive com o fornecimento de cestas básicas, colchões, cobertores e filtros, como prevê a legislação nacional de desastres.

Do - Departamento de Comunicação Social
Por: Erivaldo Bomfim
Foto: Wilson Oliveira

Nenhum comentário:

Postar um comentário