Postagem em destaque

PREFEITO ANTONIO DE ANÍSIO SOLICITA REFORÇO POLICIAL PARA ITACARÉ

O prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, se reuniu nesta quinta-feira com o delegado regional da 7ª Coordenadoria Regional de Polícia...

quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

Novas audiências contra a prefeitura serão realizadas em dezembro e janeiro

Novas audiências das ações movidas pelos sindicados dos servidores públicos municipais contra a Prefeitura de Ilhéus na Justiça do Trabalho serão realizadas nesse mês de dezembro e em janeiro. Os trabalhadores reivindicam a reposição anual de 6,5 % para todas as categorias, e 7,97% para os professores, como manda a Constituição Federal e garante a Lei de Responsabilidade Fiscal.


De acordo com a programação, no dia 09 de dezembro, às 14 horas, será realizada a audiência da ação movida pelo Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Ilhéus (Sinsepi). E no dia 20 de janeiro, no mesmo horário, acontecerá a audiência do Sindicato dos Agentes de Trânsito. Já os trabalhadores em educação aguardam a qualquer momento a decisão da juíza da 1ª Vara do Trabalho de Ilhéus, Alice Catarina de Souza Pires, sobre o a ação movida pela APPI/APLB-Sindicato contra a Prefeitura solicitando o cumprimento da lei que garante a reposição salarial e o piso nacional dos professores.

A proposta dos servidores é de acompanhar cada uma das ações movidas pelos trabalhadores contra o município de Ilhéus, com atos públicos público em frente a Justiça do Trabalho, no bairro do Malhado. Os trabalhadores de todas as categorias ficaram cerca de 80 dias em greve na busca de um acordo. Como o governo municipal não apresentou uma proposta concreta de reposição salarial, os trabalhadores decidiram protocolar, no último dia 07 de outubro, as ações na Justiça do Trabalho para reivindicar seus direitos.

Os líderes sindicais informaram que nesses 80 dias de greve foram feitas todas as tentativas de acordo e negociações para sensibilizar o prefeito Jabes Ribeiro para a necessidade do cumprimento da lei que assegura o pagamento da revisão anual dos servidores e o piso nacional dos professores. Como não houve acordo e para não prejudicar os cidadãos que necessitam dos serviços, os trabalhadores decidiram acabar com a greve e entrar com as ações na justiça.

Assembleia – A APPI/APLB-Sindicato também está convocando todos os trabalhadores em educação da rede municipal de Ilhéus para uma assembléia que acontecerá no dia 12 de dezembro, às 15 horas, no auditório do Centro Estadual de Educação Profissional (CEEP), antigo Colégio Estadual de Ilhéus. Na reunião será realizada a discussão e aprovação da pauta da campanha salarial 2014.

 Por - Edy Camargo



Nenhum comentário:

Postar um comentário