sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

Defesa Civil de Ilhéus pede que a população se mantenha em alerta

O site Climatempo prevê para este sábado, dia 21, aproximadamente 49 milímetros de chuva, índice muito acima do que normalmente é registrado no período de 48 horas.
 Em virtude da volta das chuvas, a Coordenação Municipal de Defesa Civil (Comdec), em parceria com as secretarias de Desenvolvimento Urbano (Sedur) e de Desenvolvimento Social (SDS) da Prefeitura de Ilhéus, está monitorando os pontos da cidade que apresentam riscos de novas ocorrências. Após solicitar que a população se mantenha em estado de alerta, o coordenador de Defesa Civil, Ednaldo Azevedo, lembra que o site Climatempo prevê para esta sexta-feira, dia 20, cerca de 20 milímetros de chuva e para sábado, dia 21, aproximadamente 49 milímetros, índices muito acima do que normalmente são registrados no período de 48 horas.


Depois das chuvas que incidiram sobre o município durante a madrugada desta sexta-feira (20), Ednaldo Azevedo informa que apenas duas ocorrências foram notificadas: o alagamento de uma casa no Nelson Costa e um deslizamento de terra no alto do Amparo. “Ainda no início da manhã, enviamos dois técnicos para essas localidades e verificamos que no caso da Nelson Costa foi um problema de gotejamento pelo telhado. No Alto do Amparo, os moradores de duas residências foram notificados para deixar o local, em razão de haver risco de desabamentos”, completa o coordenador municipal de Defesa Civil.
Azevedo afirma que a Defesa Civil, em parceria com a Sedur, segue adotando uma série de ações preventivas com a finalidade de reduzir o risco de novas ocorrências. “Além de alertarmos a população para a possibilidade de novas chuvas, também continuamos realizando visitas técnicas às localidades que apresentam situações de risco”, enfatiza. Segundo o coordenador, outra ação preventiva consiste no reforço da colocação de lonas plásticas nas encostas dos morros com o objetivo de diminuir a permeabilidade do solo. “Esse trabalho, que impede que os terrenos fiquem encharcados, já foi realizado nos altos do CSU, Socorro e Coqueiro”, completa, salientando que o mesmo serviço deve ser feito no alto do Amparo e numa encosta da Avenida Princesa Isabel.
Obras nos morros - O coordenador municipal de Defesa Civil lembra ainda que, além de todas essas ações, a Prefeitura de Ilhéus segue executando uma série de obras nos morros da cidade com o objetivo de melhorar a qualidade de vida das comunidades locais, bem como de evitar novos deslizamentos de terra. As obras de infraestrutura, que incluem a construção de contenção de encostas, rampas, escadarias e rede de drenagem pluvial, favorecem os altos Soledade, do Carilos, do Basílio e do Carvalho, entre outros.
Em decorrência das fortes chuvas no final do mês passado, principalmente no dia 27 de novembro, mais de 500 famílias foram cadastradas pelas equipes da Secretaria de Desenvolvimento Social (SDS). Além de serem encaminhadas para casas de amigos e parentes, as pessoas receberam doações emergenciais, a exemplo de cestas básicas, roupas, cobertores, colchões e materiais de higiene pessoal.
Milímetros de Chuva – A chuva é medida em volume. O aparelho inventado há mais de 800 anos pelos chineses para essa missão é o pluviômetro. A palavra é a soma de pluvia (latim), significando chuva, com metro (grego), instrumento que mede. Pluviômetro que dizer, então, “medidor de chuva”. O pluviômetro informa quanta água caiu por cada metro quadrado da área atingida pela chuva.
A unidade de volume usada pelo pluviômetro é o milímetro cúbico, o equivalente ao mililitro. Cada milímetro medido corresponde a um litro de água da chuva despejada por metro quadrado. Quando o serviço de meteorologia informa à população que mediu 20 milímetros de chuva, isso quer dizer que caíram 20 litros de água por cada metro quadrado da área onde choveu.


Da - Secretaria de Comunicação Social

Nenhum comentário:

Postar um comentário