Postagem em destaque

PREFEITO ANTONIO DE ANÍSIO SOLICITA REFORÇO POLICIAL PARA ITACARÉ

O prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, se reuniu nesta quinta-feira com o delegado regional da 7ª Coordenadoria Regional de Polícia...

sexta-feira, 4 de outubro de 2013

Marina diz que coerência vai marcar decisão sobre futuro político

Após ver o registro da RedeSustentabilidade barrado pela Justiça Eleitoral, a ex-senadora Marina Silva afirmou na madrugada desta sexta-feira (4) que a “coerência” vai direcionar sua decisão sobre seu futuro político. Ela promete fazer um anúncio na tarde desta sexta-feira.


  Reunida por mais de seis horas com integrantes da Rede e familiares, Marina disse que sua vida política segue sempre uma mesma lógica. “O que mais você me houve falar é [coerência]. É quase um mantra. Vocês acham que eu ia ter uma crise de incoerência depois [do julagmento]?”, questionou.
No encontro, que teve até bate-boca, o grupo político de Marina discutiu como alternativa ao veto à Rede se filiar a três partidos (PPS, PEM e PHS) para poder viabilizar a candidatura dela ao Palácio do Planalto em 2014.
Ao todo, ela recebeu convite de sete legendas, entre eles do PDT.
Na conversa com 20 apoiadores, ela ouviu apelos diversos entre se filiar para concorrer à Presidência e não se ligar a outro partido para evitar que sua imagem e seu discurso sofram ataques ou passem por desgastes.
Para poder se candidatar no ano que vem, Marina precisa estar filiada a um partido até sábado. Ontem, por 6 votos a 1, os ministros do TSE rejeitaram o registro da Rede alegando que não foram apresentadas as cerca de 492 mil assinaturas necessárias.(Márcio Falcão, Folha de São Paulo)

Do - jornaldamídia.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário