Postagem em destaque

PREFEITO ANTONIO DE ANÍSIO SOLICITA REFORÇO POLICIAL PARA ITACARÉ

O prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, se reuniu nesta quinta-feira com o delegado regional da 7ª Coordenadoria Regional de Polícia...

sexta-feira, 13 de setembro de 2013

Bispo de Ilhéus aceita convite para mediar impasse

O convite foi realizado pelo prefeito Jabes Ribeiro,  na manhã de ontem, quinta-feira 12, que também apresentou o quadro financeiro e administrativo de Ilhéus e entregou uma série de documentos e planilhas com os dados e números oficiais ao bispo diocesano.

O bispo diocesano de Ilhéus, Dom Mauro Montagnoli, aceitou o convite que lhe foi feito pelo prefeito Jabes Ribeiro para que atue como mediador nos impasses que estão paralisando parcialmente a prestação dos serviços públicos no município e prejudicando diretamente a população, especialmente os segmentos mais carentes, e as atividades produtivas, como é o caso do comércio.  O convite do prefeito levou em consideração a credibilidade do bispo, como religioso e cidadão preocupado com a situação em que se encontra o município, e aconteceu durante um encontro na Diocese, na manhã desta quinta-feira, dia 12, quando Jabes Ribeiro fez uma explanação do quadro financeiro e administrativo de Ilhéus e entregou uma série de documentos e planilhas com os dados e números oficiais.


Dom Mauro, depois de ouvir atentamente a explanação do prefeito e concordar com a gravidade da situação, disse que, como já havia manifestado em outros momentos, encontra-se muito interessado em contribuir para a superação da crise, envolvendo a greve decretada pelos sindicatos que representam os servidores municipais, que tem servido para agravar as dificuldades financeiras do município. “Estou disposto, sim, a fazer esta mediação”, afirmou o bispo, acrescentando: “Coloco-me à disposição para participar de qualquer encontro destinado a buscar uma saída e espero poder colaborar para que Ilhéus e sua população saiam desse impasse, dentro do entendimento de que a cidade é de todos nós”.

Acompanhado do procurador geral Otávio Augustus Carmo e dos secretários de Administração, Ricardo Machado, e de Comunicação, Paixão Barbosa, o prefeito agradeceu a compreensão demonstrada por Dom Mauro e também o seu interesse em contribuir para que Ilhéus encontre uma saída capaz de fazer o município retomar os caminhos do desenvolvimento econômico e social, para que a Prefeitura possa prestar da melhor forma possível os serviços essenciais à população. “É preciso compreender que o problema não é só do prefeito, mas sim de todo o município”, observou Jabes Ribeiro. “E é fundamental que todos os setores que têm compromissos com nossa cidade, como é o caso da Igreja, contribuem e ajudem neste processo”, acrescentou o prefeito.
Ele lembrou que foi justamente a compreensão de que a administração municipal sozinha não têm condições objetivas de superar a grave crise, que o levou a convidar a sociedade civil organizada para firmar o Pacto Por Ilhéus. “O Pacto visa exatamente obter de toda a sociedade civil organizada este nível de compreensão e de comprometimento que Dom Mauro e a Igreja estão tendo, neste grave momento da vida do nosso município”, afirmou o prefeito.
Da assessoria

Nenhum comentário:

Postar um comentário