Postagem em destaque

PREFEITO ANTONIO DE ANÍSIO SOLICITA REFORÇO POLICIAL PARA ITACARÉ

O prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, se reuniu nesta quinta-feira com o delegado regional da 7ª Coordenadoria Regional de Polícia...

quinta-feira, 22 de agosto de 2013

São Desidério adere à Campanha Nacional de Multivacinação

Aproximadamente 60 profissionais da Secretaria Municipal de Saúde de São Desidério, entre enfermeiros, técnicos de enfermagem e agentes comunitários estarão envolvidos na abertura da Campanha Nacional de Multivacinação, neste sábado, 24, o dia ‘D’ e se estenderá até o próximo dia 30. A campanha oportuniza a atualização do esquema vacinal de acordo com o calendário básico de vacinação.


O público alvo será as crianças menores de cinco anos de idade, que deverão ser avaliadas em relação a sua situação vacinal, para que de forma seletiva proceda-se à atualização da caderneta de vacinação, de acordo com os esquemas preconizados pelo Programa Nacional de Imunizações (PNI).
Com obrigatoriedade de apresentação da caderneta, a vacinação será realizada na sede, das 08 às 17 horas, nas Unidades de Saúde Familiar, Antônio Pereira da Rocha (em frente ao Hospital e Maternidade Nossa Senhora Aparecida), Otacílio Jesuino de Oliveira (Rua 22 de Fevereiro) e no Centro de Saúde Florentino Augusto de Souza (antigo SESP).
Já na zona rural, a imunização será feita nas Unidades de Saúde da Família do Sitio do Rio Grande e Campo Grande. Em Roda Velha de Cima, na Unidade de Saúde da Família Marcos Konishi e em Roda Velha de Baixo, na Unidade de Saúde da Família Paulino Antônio do Carmo.
A multivacinação é uma estratégia onde em um único momento serão ofertadas todas as vacinas do calendário básico de vacinação da criança, são elas, Poliomielite, a Polioinativada e pólio oral, a proteção contra a BCG, Hepatite B, Rotavírus, Pentavalente, Pneumocócica 10 V, Meningocócica Conjugada C, Febre Amarela e Tríplice Viral, visando melhorar a cobertura vacinal da população alvo, aperfeiçoar a logística dos serviços de saúde e diminuir o risco de transmissão de doenças quem podem ser evitadas, assim como reduzir as taxas de abandono do esquema vacinal.
Texto: Adinete Batista-Foto: Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário