quarta-feira, 10 de abril de 2013

Medo de greve leva Wagner a dialogar com associações da Polícia Militar

Do Jornaldamídia.com - O governador Jaques Wagner se reuniu, no início da noite desta terça-feira (9), na Governadoria, com representantes de três associações da Polícia Militar, dando início a uma ”nova fase de diálogo” entre o governo e os policiais militares.

Em fevereiro do ano passado, os policiais militares passaram 12 dias em greve, causando transtorno a toda a população. O governador Wagner não dialogou com a categoria, radicalizou, e o resultado da greve foi catastrófico para a sociedade. O número de homicídios cresceu assustadoramente e nada menos que 172 pessoas foram assassinadas em Salvador e região metropolitana. O comércio experimentou perdas enormes e Salvador foi abandonada pelos turistas.

Na reunião com as associações da PM, Wagner afirmou: “Tenho a convicção que é possível aliar o diálogo democrático e o respeito às leis e às tradições de disciplina e hierarquia características da Polícia Militar”. Para o governador, “na democracia, diálogo institucional convive com hierarquia e disciplina, próprias das instituições militares. No sentido de ter um canal aberto para ideias e opiniões que ajudem a aperfeiçoar a segurança, vou ouvir também outros segmentos da PM”.

Participaram da reunião os secretários de Segurança Pública, Maurício Barbosa, e da Comunicação, Robinson Almeida, além do comandante da PM, Alfredo Castro, e as associações de Policiais de Bombeiros, de Praças da PM e Sociedade Beneficente dos Sargentos da PM.

Nenhum comentário:

Postar um comentário