Postagem em destaque

Prefeitura de Ilhéus realiza ação de combate ao abuso e Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes

A Prefeitura de Ilhéus, através da Secretaria de Desenvolvimento Social (SDS), realizou, nesta quarta-feira, 22, ação educat...

sexta-feira, 22 de março de 2013

Programa “Viver sem Limite” será apresentado em Itabuna

            O acesso à educação, à inclusão social, a acessibilidade e a atenção à saúde são os principais assuntos em pauta de reuniões a serem realizadas em Itabuna na próxima semana dentro do “Viver em Limites”. O programa integra o Plano Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência do Governo Federal e será apresentado oficialmente em Itabuna, a partir da próxima semana.

            As reuniões acontecerão no auditório da Faculdade de Tecnologia e Ciência (FTC. A primeira será aberta às 13h30min de terça-feira pelo prefeito de Itabuna Claudevane Leite e se destina a prefeitos, presidentes de câmaras de vereadores e secretários municipais. 

Na quarta-feira, no mesmo horário, o encontro vai reunir representantes dos conselhos da pessoa com deficiência; assistência social; diretos humanos; saúde; educação e dos direitos da criança e adolescente, além de diretores de escolas e coordenadores do CRAS E CREAS. A última reunião está programada para a manhã de quinta-feira, 28, das 9 horas ao meio dia, e se destina aos representantes da sociedade civil organizada, movimentos sociais e agentes comunitários de saúde. 

            Além da apresentação do Plano Viver Sem Limites, os encontros servirão para esclarecer dúvidas, receber propostas e sugestões que contribuam para o sucesso do projeto em Itabuna e região. O secretário municipal de Assistência Social, José Carlos Trindade, garantiu a parceria do município para a execução do programa que considera de fundamental importância para a inclusão social das pessoas com deficiência.

            O coordenador do Projeto Viver sem Limites, Moyses Leal, explicou que o plano busca a equiparação de oportunidades para que a deficiência não seja usada como impedimento à realização dos sonhos e de projetos das pessoas, valorizando o protagonismo e as escolhas dos brasileiros com e sem deficiência.

            O projeto foi implantado em 2011 e prevê para este ano estreitar a relação com os municípios para que as políticas tenham efetividade em seus quatros eixos: acesso à educação, a inclusão social, a acessibilidade e a atenção à saúde.

Departamento de Comunicação Social
Por Rosi Barreto

Nenhum comentário:

Postar um comentário