segunda-feira, 11 de março de 2013

Aleluia Ilhéus Festival é a nova opção de turismo cultural para o feriado da Semana Santa

            Além de dinamizar as alternativas de lazer para a população, o ‘Aleluia Ilhéus Festival’ está sendo formatado como produto capaz de atrair anualmente um grande número de visitantes, oriundos de várias partes da Bahia e do Brasil, para consolidar o município como destino turístico, no feriado da Semana Santa. A primeira edição do evento, promovido pela Prefeitura Municipal e a Associação de Turismo de Ilhéus (Atil), vai ocorrer nos próximos dias 28 (Quinta-feira Santa) a 31 deste mês de março (Domingo de Páscoa), na Avenida Soares Lopes, com diversas manifestações culturais, como dança, música, teatro, literatura, gastronomia, artes plásticas e apresentações circenses, além de estandes de negócios e produtos agrícolas.

O evento tem o apoio de diversos órgãos e entidades da área pública e da iniciativa privada, a exemplo do governo do Estado (através da Secretaria Estadual de Turismo, Empresa Baiana de Desenvolvimento Agrícola (EBDA), Desenbahia, Bahiagás, Secretaria Estadual de Agricultura, Irrigação e Reforma Agrária), do Sebrae, da Ceplac, Instituto Cabruca e Instituto Nossa Ilhéus.

As atrações musicais do ‘Ilhéus Aleluia Festival’, que se apresentarão em um palco montado no Centro Histórico, numa área entre o mar e a tradicional Praça Dom Eduardo (onde ficam os famosos Bar Vesúvio, a Catedral de São Sebastião e próximo à Casa de Cultura Jorge Amado), conta com alguns dos principais nomes da cena artística nacional, incluindo ícones da música religiosa, como o padre Fábio de Mello, e da música popular, a exemplo do grupo Roupa Nova.

Nos dois primeiros dias, as atrações musicais terão um apelo mais religioso. Na noite da Quinta-feira Santa, haverá a apresentação do padre Fábio de Mello; já na Sexta-feira da Paixão, 29, o público vai conferir a apresentação da Sociedade Filarmônica Capitania dos Ilhéos e de outros grupos de música orquestrada. Nos dois dias, o horário das apresentações será compatibilizado com a programação da Diocese de Ilhéus, que está comemorando este ano o seu Centenário de fundação. No sábado, dia 30, e no domingo, dia 31, as noites serão repletas de atrações musicais, tendo como destaques o Roupa Nova (sábado) e o grupo O Teatro Mágico (domingo).

O presidente da Associação de Turismo de Ilhéus (Atil), Marco Lessa, afirma que com o evento, o município estará dando um passo significativo para aumentar o fluxo de visitantes durante a Semana Santa, maximizando, também, as alternativas de cultura e lazer. “É fundamental consolidarmos este evento com o objetivo de reforçar a imagem de Ilhéus como destino durante a Semana Santa. Pensando nisso, teremos, já em 2014, uma grande encenação da Paixão de Cristo”, garante o presidente da Atil.

Abertura e estandes – A abertura oficial do evento vai acontecer já na quarta-feira, dia 27, no Centro de Convenções Luis Eduardo Magalhães (Avenida Soares Lopes), com uma solenidade e também o início do Seminário ‘Floresta de Chocolate’, com a palestra ‘Cidades Anfitriãs’, proferida pelo professor da Escola Superior de Hotelaria de Gramado, Geraldo Castelli. Uma segunda palestra será proferida na quinta-feira (28), a partir das 8h30min, sobre “A experiência do enoturismo no Rio Grande Sul” por Juarez Valduga, sócio-proprietário da Casa Valduga, uma das maiores vinícolas do país.

O Aleluia Ilhéus terá vários estandes, que vão destacar diversos segmentos, como negócios, artes plásticas e artesanato. No espaço de artes integradas, o público poderá conferir manifestações de música, artesanato, artes cênicas e artes plásticas. Já no estande montado pela EBDA, o evento será enriquecido com uma grande exposição de produtos agrícolas, tendo como foco, também a agricultura familiar. A Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (Ceplac), também estará presente com o estande “Do cacau ao chocolate”, no qual mostrará como é, ao vivo, todo o ciclo da cacauicultura, desde a planta até a transformação das amêndoas em produtos da indústria chocolateira.

Literatura - Outro espaço interessante, denominado Literarte, será coordenado pela Academia de Letras de Ilhéus. “Lá, o nosso querido Jorge estará apresentando, sob o tema ‘Da terra de Jorge Amado...para o mundo’, os principais aspectos da literatura regional”, esclarece o secretário Alcides Kruschewsky, acrescentando que a proposta essencial é seguir estimulando o surgimento de novos ícones literários, como Adonias Filho, Sosígenes Costa, Sabóia Ribeiro e Cyro de Matos, entre tantos outros valorosos artistas das letras regionais.

            Kruschewsky chama atenção, ainda, para a montagem de um circo na área da Avenida Soares Lopes que recebe, anualmente, a Expoilhéus. Segundo ele, durante todos os dias do ‘Ilhéus Aleluia Festival’, sempre a partir das 16 horas, a criançada poderá se divertir no espaço, que incluirá a apresentação de mágicos, palhaços e malabaristas. A coordenação do circo, que contará ainda com a montagem de peças teatrais e a realização de performances de dança com o grupo Dilazenze, está sob a responsabilidade do Teatro Popular de Ilhéus.

Circuito - Incluindo cerca de dois mil metros de área coberta, o circuito do ‘Ilhéus Aleluia Festival’ ficará delimitado entre a Praça Dom Eduardo, onde será montado o palco para os shows, e as imediações da Praça Rui Barbosa. “Para maior segurança das pessoas que prestigiarem o evento, o circuito será fechado e contará com revistas eletrônicas por meio da utilização de detectores de metal”, explica o secretário de turismo, Alcides Kruschewsky, informando, também, que a segurança da população e dos visitantes será garantida por agentes das polícias Militar e Civil e da Guarda Municipal, além de segurança privada.

            Alcides Kruschewsky reitera que o ‘Aleluia Ilhéus Festival’ não vai gerar custo nenhum para o município. “A Prefeitura ficará responsável apenas pela prestação de serviços, como limpeza, trânsito, guarda municipal, saúde e iluminação”, reitera.



TERRA DE MUITA HISTÓRIA, BELEZA E TRADIÇÕES – Com quase 500 anos de existência e localizada a cerca de 462 quilômetros de Salvador, Ilhéus é considerada a ‘princesinha do Sul da Bahia’ e uma das mais importantes cidades do Estado. Além de seu importante conjunto de recursos naturais, o município também é marcado por um vasto patrimônio cultural, histórico e arquitetônico, composto, entre diversos outros, por igrejas, museus e belíssimos casarões. Tudo isso se junta a uma excelente infraestrutura turística, representada por uma eficiente e acolhedora rede hoteleira e por inúmeros bares, restaurantes e cabanas de praia.

Outro ponto alto de Ilhéus é a atmosfera mágica encontrada em cada esquina da cidade, eternizada pela obra de Jorge Amado e disseminada por filmes, novelas e peças de teatro. Além das famosas fazendas de cacau, que já foram cenários de diversas produções, o turista que vem ao município tem a oportunidade de entrar em contato com o universo amadiano. O Quarteirão Jorge Amado inclui o Bataclan, antiga casa noturna que representou o apogeu da cultura cacaueira na década de 20, e o Bar Vesúvio, cujos proprietários inspiraram o escritor baiano a criar os personagens ‘Gabriela’ e ‘Nacib’.

Ainda no bojo do roteiro Jorge Amado, o visitante tem a chance de conhecer a Casa de Cultura, situada no casarão construído na década de 20 pelo pai do romancista, João Amado de Farias. O imóvel, que abriga um interessante acervo do escritor, possui uma linda pintura artística no teto, azulejos portugueses e um piso ricamente trabalhado em madeiras nobres da região. Outro destaque do Quarteirão é a Casa de Tonico Pessoa, proprietário de cartório e filho do Coronel Antônio Pessoa, que acabou inspirando a criação do personagem Tonico Bastos.

Ilhéus foi fundada em 1534 e elevada à categoria de cidade em 1881. Também conhecido como ‘Capital do Cacau’, o município tem uma economia baseada no turismo, indústria e agricultura. Além de abrigar um importante pólo de informática e eletroeletrônicos, é também um centro regional de serviços. Atualmente, o município sedia uma universidade estadual, um porto internacional e o aeroporto Jorge Amado, entrada para destinos muito procurados, como a própria Ilhéus, Itacaré e Canavieiras. Tudo isso aliado a um conjunto de estradas estaduais e federais que interligam a cidade com praticamente todo o Brasil.

DA Secretaria de Comunicação Social (Secom)
Ilhéus - 11.03.2013

Nenhum comentário:

Postar um comentário