sábado, 23 de fevereiro de 2013

Coaraci comemora avanços da educação em jornada



Município com o maior número, proporcionalmente, de estudantes matriculados nas faculdades regionais, Coaraci deu início nesta quarta-feira (21), a sua Jornada Pedagógica. E pôde comemorar resultados obtidos nos últimos quatro anos. As metas do IDEB previstas para 2017 já foram alcançadas em algumas escolas da rede municipal. Na média, o Índice de Desenvolvimento do Ensino Básico (IDEB), foi ampliado de 1,9 para 3,2 nos últimos quatro anos.
 Este ano, mais de 150 estudantes ingressaram no ensino superior aprovados em vestibulares nas faculdades da região, Salvador e outros estados. Coaraci é o município com o maior número de estudantes no ensino superior e, proporcionalmente, supera Ilhéus e Itabuna.
O resultado é fruto de investimento do município. Coaraci disponibiliza nove linhas de ônibus gratuitamente para estudantes buscarem o tão sonhado diploma de ensino superior. O município investe no corpo docente. Os educadores do município recebem incentivo financeiro para cursos de graduação e pós-graduação.
Em duas edições - 2011 e 2012 -, o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) foi realizado em Coaraci, resultado da luta da prefeita, professora Josefina Castro. A articulação da prefeita beneficiou, além de Coaraci, os estudantes de Almadina e Itapitanga.
Na base
O trabalho da educação em Coaraci tem início na base. A prefeitura desenvolve o Programa “Mais Educação”. Nele são desenvolvidas atividades nos dois turnos. No contraturno, alunos recebem almoço, lanche e atividades complementares nas áreas de esporte e cultura.
A secretaria da Educação, Rosilene Vila Nova, ressalta o papel da prefeita. “Educação é prioridade, uma questão de vontade e de compreensão do papel de educar”, diz.
Em seu pronunciamento na jornada, a prefeita ressaltou o papel do educador e do ser humano. “O homem é único animal que precisa ser educado”, disse. A constatação do pensador alemão Emanuel Kant se aplica em Coaraci em investimentos.
A prefeita também compreende a família como instituição parceira na arte de educar. Para ela, as relações interpessoais são ponto mais forte no ato de educar. “O educador que mais marca é que melhor se relaciona”. Josefina diz que ideologicamente para o educador o partido mais forte é a promoção do sujeito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário