Após ter chegado em quarto lugar no GP dos Estados Unidos de Fórmula 1, neste domingo, em Austin, Felipe Massa lamentou a decisão da Ferrari de ordenar a quebra do câmbio do seu carro, desnecessariamente, para que ele perdesse cinco colocações no grid a fim de Fernando Alonso, seu companheiro de equipe, subir do oitavo para o sétimo lugar e largar no lado limpo da pista.

"É impossível ver um piloto contente depois de ceder cinco posições no grid apenas para ajudar o parceiro. Talvez não seja fácil encontrar outro piloto que aceite. Com certeza eu poderia terminar na frente de Alonso nesta prova, por isso sinto que dei boa ajuda à equipe", afirmou Massa. Com isso, o espanhol terminou em terceiro lugar, mantendo-se vivo na briga pelo título da temporada.

Apesar do claro descontentamento com a situação que foi obrigado a enfrentar antes da largada, Massa ficou feliz com sua performance no GP dos Estados Unidos, quando largou em 11º lugar, após perder as cinco posições no grid, e terminou em quarto. "Acho que foi o melhor desempenho do ano", disse o brasileiro, que, com 107 pontos, é o sétimo colocado no Mundial de Pilotos.

MSN - Esporte