sábado, 24 de novembro de 2012

Chefe de gabinete da Presidência usava nome de Lula

Chefe de gabinete da Presidência usava nome de Lula para fazer negócio

A investigação da PF começou há mais de um ano. Rosemary foi flagrada negociando suborno em dinheiro e favores (Foto: Veja/Reprodução)

A chefe de gabinete da Jornaldamídia Presidência da República em São Paulo, Rosemary Nóvoa de Noronha, usava o nome do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para fazer tráfico de influência, indicam escutas telefônicas feitas pela Polícia Federal. Rosemary foi indiciada nesta sexta-feira por corrupção ativa e passiva.

A investigação da PF começou há mais de um ano. Rosemary foi flagrada negociando suborno em dinheiro e favores, como uma viagem de cruzeiro (que ela depois reclamou não ser luxuoso o suficiente) e até uma cirurgia plástica. Na última conversa dela gravada antes da deflagração da operação, a ex-assistente de Lula pediu 650 000 reais pelos serviços prestados.

Jornaldamídia

Nenhum comentário:

Postar um comentário